segunda-feira, 1 de setembro de 2008

COB avalia a participação do Brasil em Pequim.

O esporte olímpico brasileiro manteve nos Jogos Olímpicos Pequim 2008 a evolução qualitativa que vem sendo alcançada nos últimos anos. Foram 3 medalhas inéditas de ouro, 4 de prata e 8 de bronze, somando um total de 15 medalhas, e a participação recorde em 38 finais, quase o dobro das 22 finais disputadas em Atlanta-96. Em Sidney o Brasil disputou 22 finais e em Atenas 2004 participou de 30 finais. No total de medalhas conquistadas, o Brasil terminou na 17ª. colocação geral. Na contagem pelas medalhas de ouro, o país ficou na 22ª posição.

"O crescimento esportivo de um país não deve ser medido apenas por medalhas. A presença de um maior número de atletas e de modalidades em finais olímpicas indicam a evolução qualitativa do esporte brasileiro nas últimas quatro edições dos Jogos Olímpicos. Sem dúvida, isso tem sido conseqüência direta da aplicação dos recursos da Lei Agnelo/Piva nos últimos anos pelo COB e pelas Confederações Brasileiras Olímpicas. Para Londres 2012 poderemos contar também com os recursos da Lei de Incentivos Fiscais ao Esporte, que, por sua abrangência, será uma importante fonte de recursos desde ao alto rendimento", afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, em entrevista coletiva na Casa Brasil, em Pequim.

Agora é esperar e ver pra crer!!!

Saudações Olímpicas!